Wednesday, April 26, 2006

Abril Pro Rock - 21 de abril - Recife

Sim! Eu fui lá... Esperando um superevento... Mas o que eu vi foi um festival bem independente, talvez por causa da ausência de grandes atrações...
O primeiro dia então, foi tido como um fracasso, pois a produção quis inovar colocando a noite de sexta totalmente eletrônica... Não foi sucesso de público, mas quem esteve lá teve diversão garantida.
Tudo começou com o Montage, banda cearense de electro. Liderada por Daniel Peixoto, versão masculina(???? kkkkkkkkkkkkkkkk) da Shirley Manson ou versão endiabrada do Brian Molko? Daniel é dotado de um supercarisma que levou seus fãs ao delírio com sua performance regada de muita pose, glamour, ameaças de mostrar a bunda, ameaças ao presidente americano e o melhor momento quando desceu do palco e se juntou aos seus fãs (pivetada pintosa de plantão).
Depois veio o duo Kook and Roxxy, formado pela pseudocantora pernambucana Roxxy de volta à terra natal (com direito a bandeirinha do Brasil e tudo-affffffffffffffff) e dj alemão. No começo o show ficou morgado, a cantora ameaçou tocar guitarra (ameaçou mesmo???????kkkkkkkkk) apelou que apelou conseguindo melhorar a situação do meio para o final, tocando música do Montage e quando Roxxy troca de roupa e fica com o bundão mole de fora... Roxxy seria uma versão Love Foxxxxx vs bonecona bem-me-quer (aquela boneca papuda dos anos 80?;P)... Tosqueira pura!
Depois pra alegria geral de todos veio a dupla franco-germânica Stereo Total. A banda tem nos vocais e bateria Françoise Cactus e na guitarra e loops Brezel Göring. Ela lembra aquelas tiazonas/professoras de sociologia daqueles filmes do anos 80 e ele parece um minhocão se requebrando em asfalto quente. Line up de vizú esquisitinho o dessa noite... O certo é que eles colocaram todo mundo pra dançar com quase todos os hits como "Party anticonformiste", "Amor a 3", "I love you, Ono", "Cinemania". Empolgaram tanto a platéia que no bis, um povinho invadiu o palco no momento de "C'est la mort" e 'Wir Tanzen Im 4-eck'. Absurdinho!!!! Françoise cantava lendo as letras descaradamente e Brezel simpático ao extremo dançava sem parar com a galera... Pronto ninguém queria deixar a banda ir embora...
Depois entrou o Diplo, dj americano grande propagador do funk carioca para o mundo e pupilo da hypada M.I.A. Só posso dizer o seguinte: talvez tenha sido o set da minha vida!!!!! Tava tudo lá: Soulwax, Madonna, Eurythmics, Deyse Tigrona, Deee-lite... Quase tudo que eu já ouvi em toda minha vida de amante de música eletrônica estava ali... Não me deixou parado um minutinho... Ufaaaa!!!!!!!
Depois veio o projetinho novo do Dj Dolores Bloco Mega Hits. A parada era formada pelo dj com uma banda de metais tocando grandes hits disco. O repertório chatíssimo com clichês estilo "I will survive" e a até Double You. Não desceu mesmo... Melhor momento pra descançar no espaço show de bola, onde viciados em games passavam a noite jogando ou então paquerando (eu? kkkkkkkkkkkk).
Pra fechar veio João Gordo e Igor Cavalera discotecando juntos. João Gordo mandava ver no punk/pós-punk/electro e Cavalera no funk/soul... Tudoooooooooooo!! Momento foda quando mandaram "Do you want to" do Franz Ferdinand (Erol Alkan rmx)... Engraçado que o ex-fofo do Igor tá da largura do João Gordo...kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Assim a primeira noite se foi... Saí de lá todo quebrado e com uns dois quilinhos a menos... VIVAAAAAAAA!!!!! Foi hedonismo ao extremo...;P

1 Comments:

Anonymous l.h. said...

menino morro de vontade de ir...
caralho..deve ter sido ótimo...
ai ai invejinha hein.

6:27 PM  

Post a Comment

<< Home